BEM-AVENTURADA FÉ

Eu tenho fé para receber
O que eu não consigo ver...
                                 pensar...
                                 ou imaginar.
A minha fé move montanhas...
                                        de pedras e obstáculos...
                                        de mágoas e humilhações...
                                        de erros e pecados.
A minha fé me faz andar sobre o mar...
                                                    do medo e das dúvidas...
                                                    da tristeza e da decepção...
                                                    das lágrimas e do choro.
A minha fé me faz andar no meio do mar...
                                                          carregar o jugo e fardo de Cristo...                                                                                                               tomar a Sua cruz a cada dia...
                                                          lançar sobre Ele toda a ansiedade.
A minha fé me faz andar a segunda milha...
                                                           dar a outra face...
                                                           perdoar 70 vezes 7...
                                                           amar o inimigo.
A minha fé não me tira do mundo...            
                                              das aflições...
                                              das tentações...
                                              das perseguições.
A minha fé é escudo...
                 é refúgio...
                 é salvação...
                 É TUDO!

GARÇA SUFICIENTE (oração)

GRAÇA SUFICIENTE

Pai,
Dá-nos Graça suficiente
Para crer e não duvidar,
Crer contra as evidências,
Mesmo que a figueira não floresça,
Nem que a vide não dê o seu fruto,
E a oliveira não produza,
E os animais pereçam.

Dá-nos Graça suficiente
Para crer e não duvidar,
Para perseverar até o fim,
Mesmo em meio às tempestades,
No vale da sombra da morte,
Na porta apertada do caminho estreito,
No deserto das provações.

Dá-nos Graça suficiente
Para crer e não duvidar,
Para sermos de espírito humilde,
Para chorarmos aos pés da cruz,
Para sermos mansos e misericordiosos,
Para termos fome e sede de justiça,
Para sermos limpos de coração e pacificadores.

Dá-nos Graça suficiente
Para crer e não duvidar,
Para sermos amparados quando perseguidos,
Não sermos destruídos quando abatidos,
Não ficarmos angustiados quando abatidos.
Para não desanimarmos quando perplexos.

Para sermos fortes na fraqueza. 
APRENDIZADO

Meu Deus, obrigada pela VIDA da minha "sempre amada" mãe LUZIA, minha LUZ por 52 anos.
Aprendi a ser uma boa filha com ela. 
Aprendi a ser uma esposa amorosa. 
Aprendi a ser uma mãe orgulhosa. 
Aprendi a lutar pela vida. 
Aprendi a ser a professora que sou, não esqueço das aulas que ela deu no tempo do MOBRAL (guardo um caderno de lembrança). Guardo muitas lembranças da nora que adotou a sogra, da esposa que nunca desistiu de honrar o marido, da mãe que defendia tanto o filho Lidio (até o fim), que ensinou a "fia" Lenir ser a mulher de fibra que é, da mulher de meia-idade que enfrentou seus medos para gerar e criar a Leidy sua companheirinha de guerra, de lutas e vitórias.
Aprendi que nunca é tarde para ser independente e tomar o controle da casa, como fez (ao invés de desanimar). Obrigada pelos netos que deste a ela, pelas viagens e aventuras que ela viveu, pela vida que ela viveu, por tudo o que ela agradeceu em repetidas orações, pela fé que ela abraçou e a sustentou até o último instante.
Aprendi que a vida vale a pena, mesmo com dores, tem espaço para teimosias e brincadeiras, contorias e danças, hinos, testemunhos orações, evangelismos e revelações sobrenaturais. Obrigada pela visita do Espírito Santo atendendo a seus desejos, pela mão de Jesus segurando a dela. Obrigada pela sua saúde espiritual.
Obrigada, Deus, Pai Todo Poderoso, porque aprendi, com o exemplo dela a não temer a morte, mas procurá-lO; por causa dela, O aceitei e aprendi a crer, a confiar, a perdoar, e seguir os seus passos rumo à Vida Eterna.
MIL VEZES, SENHOR, OBRIGADA PELA VIDA DA MINHA MÃE!
LUZ  IA

Luzia, luz que vivia
Iluminando nosso dia.
Já se foi, mas ainda irradia
Saudades... Luzia Maria.

Quanta luz a sua memória irradia!
Na velocidade da luz,
O seu reflexo perdura.
Querida mamãe, filha de Jesus!
Obedeceu à risca o mandamento:
“Assim resplandeça a vossa luz.”
Vimos as suas obras.
O seu exemplo nos conduz.

Guiou os nossos passos até aqui.
Mostrou a direção para os nossos pés.
Manteve longe as trevas.
Deu sentido para as quedas, até.
Lutando sempre em oração,
Empunhando o escudo da fé,
Quantas batalhas!
Quantas vitórias!

Sua vida foi um espelho.
Brilhou no passado.
E ainda hoje resplandece.
O nosso presente, ilumina.
Cada quadro emoldurado.
Com gratidão e amor,
Cada detalhe bem lembrado.

O seu brilho é, foi
E será infinitamente
A luz no fim do túnel,
Uma chama ardente,
Um fogo purificador,
Uma brasa viva incandescente,
Aquecendo nossos corações,
Que a amará eternamente.

-Homenagem a todas as mães tão bem representadas pela minha, que caminhou pelas veredas da sombra da morte e partiu para as veredas celestiais da justiça, deixando rastros de luz por onde passou. Lutou bravamente contra um violento câncer e se foi mansamente no dia 15 de dezembro de2013.