UMA PÁTRIA DIFERENTE
(inspirada em Mateus 25:34-46)
Venha a nós o vosso reino…
Uma Pátria diferente…
Onde se dá o que comer
Ao que tem fome,
Onde se dá o que beber
Ao que tem sede,
Onde o estrangeiro é hóspede,
É acolhido e não explorado,
Onde o nu é vestido,
Onde o doente e o preso
São visitados,
Onde a criança
É recebida nos braços
E não abandonada,
Onde os órfãos e os viúvos
São lembrados, são honrados.
Uma Pátria diferente,
Sem tanta desigualdade,
Onde o amor e a paz imperam,
Onde reina a bondade
E também a felicidade.
Onde não há fome,
Nem sedentos,
Nem desamparados,
Onde o cidadão é bem tratado
E o preso reeducado,
Onde se tem fome e sede de justiça;
Terra de bem-aventurados!
bandeira II
Lenice Novaes, graduada em Letras e Pedagogia, professora no Colégio Estadual Conselheiro Carrão, escreve às quintas-feiras.
MISSÃO: RESPLANDECER

Que você espalhe a luz de Cristo
Sobre as montanhas e desertos,
Semeando e colhendo os frutos certos,
Iluminando as trevas da perdição,
Irradiando a luz da salvação.

Que você seja o sal que dá sabor.
Que toda a terra se encha do seu amor.
Que o mundo veja a sua história
E a Deus, nosso Pai, dê glória.
Embaixadora da nova aliança,
Lançando sementes e esperança.

Cidadã do Reino Celestial,
Oferecendo o Pão Espiritual
E a Água Viva que sacia,
Trazendo tanta alegria.

Que a sua fé cresça
E a luz de Cristo, em você, resplandeça.
Que o Espírito Santo lhe ensine
E a Graça de Deus lhe ilumine.
Que o Senhor sorria a lhe dizer:
Filha amada, em ti tenho prazer.

Serva obediente e fiel,
Mostrando o caminho do Céu.
Sê forte e corajosa,
Animada e fervorosa.
O Senhor é o seu general
Na guerra contra o mal,
O seu seguro de vida,
De vitória garantida. 


(para a nossa missionária Aimée)

SAUDADES (Leidy)


MULHERES GUERREIRAS (Leidy)


NADA NOS FALTARÁ


DEPOIS DO VALE


AQUIETAI ,  ESPERAI  E  VEJA

Deus, o seu Pai Todo-poderoso,
Peleja por você.
Quando você chora,
Ele não ignora.
Enquanto você ora,
Ele vai na frente.
Enquanto você louva,
Ele é o mais valente,
Que luta e vence.
Na sua fraqueza,
Ele é onipotente.

No deserto,
Ele alimenta, sacia e veste.
No frio da noite,
É coluna de fogo brilhante.
No calor do dia,
É nuvem de sombra reconfortante.
Na fornalha ardente,
É o anjo bem presente.
No poço da solidão,
É a poderosa mão,
Que levanta e exalta.
Na caverna da depressão,
É a voz que orienta,
Ensina e sustenta.
Nas perseguições cruéis,
É a harpa melodiosa,
Que afugenta o inimigo.
É o som que derruba muralhas.
Faz do vento forte,
Uma brisa suave,
Do vaso quebrado,
Vaso de honra,
Para o Seu nome ser exaltado,
Honrado e glorificado,
Na sua vida, entronizado.
(homenagem para a Leidy, minha querida irmã)         
         
BEM-AVENTURADA FÉ

Eu tenho fé para receber
O que eu não consigo ver...
                                 pensar...
                                 ou imaginar.
A minha fé move montanhas...
                                        de pedras e obstáculos...
                                        de mágoas e humilhações...
                                        de erros e pecados.
A minha fé me faz andar sobre o mar...
                                                    do medo e das dúvidas...
                                                    da tristeza e da decepção...
                                                    das lágrimas e do choro.
A minha fé me faz andar no meio do mar...
                                                          carregar o jugo e fardo de Cristo...                                                                                                               tomar a Sua cruz a cada dia...
                                                          lançar sobre Ele toda a ansiedade.
A minha fé me faz andar a segunda milha...
                                                           dar a outra face...
                                                           perdoar 70 vezes 7...
                                                           amar o inimigo.
A minha fé não me tira do mundo...            
                                              das aflições...
                                              das tentações...
                                              das perseguições.
A minha fé é escudo...
                 é refúgio...
                 é salvação...
                 É TUDO!

GARÇA SUFICIENTE (oração)

GRAÇA SUFICIENTE

Pai,
Dá-nos Graça suficiente
Para crer e não duvidar,
Crer contra as evidências,
Mesmo que a figueira não floresça,
Nem que a vide não dê o seu fruto,
E a oliveira não produza,
E os animais pereçam.

Dá-nos Graça suficiente
Para crer e não duvidar,
Para perseverar até o fim,
Mesmo em meio às tempestades,
No vale da sombra da morte,
Na porta apertada do caminho estreito,
No deserto das provações.

Dá-nos Graça suficiente
Para crer e não duvidar,
Para sermos de espírito humilde,
Para chorarmos aos pés da cruz,
Para sermos mansos e misericordiosos,
Para termos fome e sede de justiça,
Para sermos limpos de coração e pacificadores.

Dá-nos Graça suficiente
Para crer e não duvidar,
Para sermos amparados quando perseguidos,
Não sermos destruídos quando abatidos,
Não ficarmos angustiados quando abatidos.
Para não desanimarmos quando perplexos.

Para sermos fortes na fraqueza. 
APRENDIZADO

Meu Deus, obrigada pela VIDA da minha "sempre amada" mãe LUZIA, minha LUZ por 52 anos.
Aprendi a ser uma boa filha com ela. 
Aprendi a ser uma esposa amorosa. 
Aprendi a ser uma mãe orgulhosa. 
Aprendi a lutar pela vida. 
Aprendi a ser a professora que sou, não esqueço das aulas que ela deu no tempo do MOBRAL (guardo um caderno de lembrança). Guardo muitas lembranças da nora que adotou a sogra, da esposa que nunca desistiu de honrar o marido, da mãe que defendia tanto o filho Lidio (até o fim), que ensinou a "fia" Lenir ser a mulher de fibra que é, da mulher de meia-idade que enfrentou seus medos para gerar e criar a Leidy sua companheirinha de guerra, de lutas e vitórias.
Aprendi que nunca é tarde para ser independente e tomar o controle da casa, como fez (ao invés de desanimar). Obrigada pelos netos que deste a ela, pelas viagens e aventuras que ela viveu, pela vida que ela viveu, por tudo o que ela agradeceu em repetidas orações, pela fé que ela abraçou e a sustentou até o último instante.
Aprendi que a vida vale a pena, mesmo com dores, tem espaço para teimosias e brincadeiras, contorias e danças, hinos, testemunhos orações, evangelismos e revelações sobrenaturais. Obrigada pela visita do Espírito Santo atendendo a seus desejos, pela mão de Jesus segurando a dela. Obrigada pela sua saúde espiritual.
Obrigada, Deus, Pai Todo Poderoso, porque aprendi, com o exemplo dela a não temer a morte, mas procurá-lO; por causa dela, O aceitei e aprendi a crer, a confiar, a perdoar, e seguir os seus passos rumo à Vida Eterna.
MIL VEZES, SENHOR, OBRIGADA PELA VIDA DA MINHA MÃE!
LUZ  IA

Luzia, luz que vivia
Iluminando nosso dia.
Já se foi, mas ainda irradia
Saudades... Luzia Maria.

Quanta luz a sua memória irradia!
Na velocidade da luz,
O seu reflexo perdura.
Querida mamãe, filha de Jesus!
Obedeceu à risca o mandamento:
“Assim resplandeça a vossa luz.”
Vimos as suas obras.
O seu exemplo nos conduz.

Guiou os nossos passos até aqui.
Mostrou a direção para os nossos pés.
Manteve longe as trevas.
Deu sentido para as quedas, até.
Lutando sempre em oração,
Empunhando o escudo da fé,
Quantas batalhas!
Quantas vitórias!

Sua vida foi um espelho.
Brilhou no passado.
E ainda hoje resplandece.
O nosso presente, ilumina.
Cada quadro emoldurado.
Com gratidão e amor,
Cada detalhe bem lembrado.

O seu brilho é, foi
E será infinitamente
A luz no fim do túnel,
Uma chama ardente,
Um fogo purificador,
Uma brasa viva incandescente,
Aquecendo nossos corações,
Que a amará eternamente.

-Homenagem a todas as mães tão bem representadas pela minha, que caminhou pelas veredas da sombra da morte e partiu para as veredas celestiais da justiça, deixando rastros de luz por onde passou. Lutou bravamente contra um violento câncer e se foi mansamente no dia 15 de dezembro de2013.


INDICAÇÃO DE LEITURA - 5

O PODER DA FÉ EM TEMPOS DIFÍCEIS (Stormie Omartian)
"De fato, sem fé é impossível agradar a Deus" (Heb. 11:6 a)
Sem fé é impossível resistir em tempos difíceis! 
Esta escritora tão admirada por suas obras sobre o poder da oração confessa: "Sigo a direção divina - mesmo quando não posso ver para onde estou indo; mesmo quando fico assustada... incapaz de enxergar o futuro e sem compreender o passado..."  Para se guiar pela fé e não pelas circunstâncias, ela descreve o que denomina "passos simples de fé" ; mas que além de nos guiar em tempos difíceis, nos preparam para a eternidade. Atravessar tempos difíceis exige a sábia decisão de "seguir corajosamente os caminhos do Senhor" (II Cr. 17:6 a), de carregar a bagagem certa: a Palavra de Deus, obediência, paciência, oração e louvor. É uma dependência de Deus, que nos fortalece. É nossa única saída, que não significa uma restrição, mas um privilégio. É o brilho da luz divina em meio às trevas dos tempos difíceis. É um eterno peso de glória no lugar do fardo pesado da tribulação. É uma sintonia afinada com o coração de Deus, o autor e consumador da nossa fé, que vence o mundo. É a visão das circunstâncias sob a perspectiva de Deus: 
-todas as coisas concorrem para o nosso bem (Rom. 8:28)
-porque Deus opera o querer e o realizar (Fil. 2:13)
-Ele cumprirá o seu propósito conosco (Sal. 138:8)
-Ele completará a Sua boa obra em nós (Fil. 1:6)
-Ele está sempre vigilante (Sal. 121:4)
-enfim, nada poderá nos separar do amor de Deus (Rom. 8:39)
...NEM OS TEMPOS DIFÍCEIS. 

TEU DEUS ONDE ESTÁ

Está comigo o tempo todo
Agora, hoje, sempre
Ao entrar, ao sair
Ao deitar, ao levantar.
Tudo vê, tudo sabe.
Segura a minha mão,
Guia os meus passos,
Guarda o meu coração.
É a minha sombra,
A minha luz,
A minha rocha:
O Senhor Jesus!

Quem é que manda?
O meu Deus.
Quem é dono de tudo?
O meu Deus.
Quem controla tudo?
O meu Deus.
Quem é o maior?
O meu Deus, que está comigo.
   DEUS SURPREENDE
      (Efésios 3:20)
Se sabemos dar boas coisas
Aos nossos filhos queridos,
Muito mais Deus, nosso pai,
Atenderá nossos pedidos.
Além do que pensamos!
Além do que está no coração!
Transporta montes para o mar
Com nossa fé de um pequeno grão.
Abre o mar para que marche.
Sobre as ondas, caminha.
Acalma os ventos e as águas.
O filho pródigo, receoso vinha,
Entretanto o pai o surpreende.
Deus fará muito mais, certamente.
Anda conosco na fornalha.
Dá paz e segurança permanente
Até na cova dos leões,
Ou enfrentando gigante.
Na hora crucial da prova,
O escape, Ele garante.
A Sua Graça é mais que suficiente.
Ele é o Deus surpreendente.
GRAÇA SUFICIENTE

Nos desertos da vida,
A Sua Graça nos guia,
Nos alimenta e nos sacia.

Nas incertezas do caminho,
A Sua Graça dá segurança,
Traz paz e esperança.

Em meio às tempestades,
A Sua Graça tem todo o poder
De ordenar e o vento obedecer.

Nos momentos de aflições,
A Sua Graça derrama o amor,
Que lança fora o medo e o pavor.

Quando o choro dura uma noite,
A Sua Graça de manhã se ilumina,
Nos renova, nos conforta e nos anima.

Em meios às lutas deste mundo,
A Sua Graça nos fortalece
E a nossa fé permanece.

Dentro da fornalha ardente,
A Sua Graça é proteção,
Refúgio e salvação.

Pelo vale da sombra da morte,
A Sua Graça se faz presente;
Nos toma, a Sua mão onipotente.

Prosseguindo para o alvo,
A Sua Graça nos conduz,
Na direção de Cristo Jesus.
indicação de leitura:

SECRETA MIRADA

'Secreta Mirada' nos diz que, das coisas boas e belas que acabaram nos vêm sempre uma luz e uma capacidade de ver o mais banal com algum encantamento. Essa é a 'Secreta Mirada' que todo mundo pode ter, mas que o acúmulo de compromissos, o excesso de deveres, a exigência de sermos cada vez mais competentes e eficazes, talvez nos roube um pouco. Neste livro, a premiada autora Lya Luft prossegue em seu tom íntimo, falando ao ouvido do leitor que mescla poesia e prosa.

"A ÚLTIMA CANÇÃO"

Deus,
eu faço parte do teu gado:
esse que confinas em sonho e paixão
e às vezes em terrível liberdade.
Sou, como todos, marcada neste flanco
pelo susto da beleza, pelo terror da perda
e pela funda chaga dessa arte
em que pretendo segurar o mundo.

[...]

Deus,
eu faço parte do teu gado
estranhamente humano,
marcado para correr, amar, morrer
querendo colo, explicação, perdão
e permanência.

Lya Luft

FORTE E CORAJOSA

Foi forte e corajosa,
Pois quando estava fraca,
Então era forte;
Quando o fogo ardia,
Como ouro, era purificada;
Como a prata, era refinada.

Foi forte e corajosa:
Quando era atribulada,
Mas não angustiada;
Perplexa,
Mas não desesperada;
Perseguida,
Mas não desamparada;
Abatida,
Mas não destruída.

Foi forte e corajosa,
Quando nada a separou do amor de Cristo,
Nem a morte,
Nem a vida;
Nem principados,
Nem potestades;
Nem coisas presentes,
Nem coisas futuras;
Nem a profundidade,
Nem a altura.

Foi forte e corajosa
Para estar assentada
Nas regiões celestiais
Da geração eleita,
Do sacerdócio real,
Da nação santa,
Do povo adquirido.

Foi forte e corajosa!